As empresas de construção civil têm convivido com inúmeras críticas relacionadas ao desperdício de materiais nas obras. A construção civil nacional tem em média perda de 5%. Neste percentual não está incluso o mercado informal, responsável por mais da metade das construções. Se em porcentagem esse desperdício não é tão grande, financeiramente o número é outro, já que o custo da obra sempre envolve bastante dinheiro.

Veja dicas para um melhor aproveitamento e economia na obra:

1. Sempre faça um projeto da obra, mesmo rudimentar (esboço), ele facilita o orçamento e evita o desperdício de materiais.

2. A efetivação de uma pequena equipe de planejamento e administração de materiais permite reduzir o desperdício, que chega a representar um custo adicional de 12% do valor da obra.

3. Faça uma lista de materiais e uma programação das compras necessárias para toda a obra. Utilize sempre a ajuda de um engenheiro ou arquiteto.

4. Ao começar a obra, não faça as compras de material todas de uma vez. A grande quantidade pode levar ao desperdício.

5. O canteiro deve estar bem organizado e limpo, cuidado ao guardar o material e evite mudanças.

6. O espaço do canteiro deve ser definitivo. Os corredores de passagem bem estabelecidos. Deslocamento de material gera desperdício.

7. Quanto aos materiais de construção:

– Tijolos e telhas, guardados em pilhas para evitar quebras;
– Sacos de cimento e argamassas, armazenados longe da umidade;
– Material mais delicado deve ser transportado em carrinhos de mão.

8. Na preparação do concreto, deve-se calcular bem a quantidade necessária para uso. As sobras não podem ser guardadas, a mistura endurece.

9. A argamassa para revestimento é um dos mais frequentes fatores de desperdício nas obras, desde as péssimas condições de estocagem e de preparação, até a aplicação.

Voltar