1. Prevenção
Assim como em outros tipos de seguros, os produtos que cobrem obras, reformas e construções residenciais atualmente já amparam uma grande gama de eventos que podem atrasar (ou até paralisar) a sua construção.
2. Cobertura para terceiros e proteção contra eventuais processos
Imagine que você está construindo uma casa, e acaba danificando a rede de gás do condomínio. Ou então imagine que uma martelada errada derrubou a TV do apartamento ao lado. Você não tem controle sobre esses riscos.
Por isso, existe um tipo de cobertura para reformas, obras e construções especificamente voltada para proteger as demais pessoas e instituições de eventuais danos causados pelo seu projeto: é a chamada “cobertura de responsabilidade civil”.
3. Custo baixo em relação ao valor da obra
Obviamente, os custos para o seguro dependerão do valor da obra ou reforma e do quanto ela durará. Para se ter uma ideia: quando pensamos em uma reforma de 4 meses, orçada em R$ 200 mil, o seguro sai, em média, por R$ 700. Alguns tipos de seguro saem por volta de R$ 1000, mas em geral são relativos a obras na faixa de R$ 500 mil que duram um ano. Fazendo um cálculo proporcional, estamos falando de valores que não chegam a 1% do custo total da obra ou reforma, ficando por volta de 0,02% a 0,03%.
4. Valores de cobertura abrangentes
A regra geral é que um seguro para obras e reformas cubra estragos no valor total da obra. Ou seja: se você está fazendo uma reforma de R$ 100 mil, o seguro cobre eventuais danos (a você e a terceiros, no caso das coberturas de responsabilidade civil) até essa faixa. Mas existem até exceções: para obras comerciais, por exemplo, existe a possibilidade de ter uma cobertura bem maior.
5. Menos burocracia
Diferentemente de outros tipos de seguro, os produtos que cobrem obras e reformas costumam ser bem menos burocráticos e, para projetos residenciais, raramente exigem vistorias.
6. Garantia após a obra
Além dos riscos envolvidos durante a execução das obras, existem possíveis danos causados pelo quebra-quebra e pelas construções que só serão sentidos com o uso daquele imóvel. Por isso, existem seguros para obras e reformas que cobrem especificamente o período após a conclusão das atividades!
E aí, achou interessante? Se sim, siga aqui acompanhando nossos conteúdos.

Voltar