Atualmente muitos são os materiais que podem ser utilizados em construções e reformas e que ajudam a diminuir o custo final ao mesmo tempo em que trazem bons resultados.

Veja algumas alternativas que podem lhe ajudar a economizar:

Sustentabilidade ganha prioridade

Sendo grande ou pequena a construção/reforma de imóveis (comerciais ou residenciais), a escolha do material é essencial para definir o orçamento. Investir no reaproveitamento de alguns tipos de revestimento, móveis, madeiras e pedras reduz o preço e tempo final, além de também ajudar o meio ambiente.

Industrialização pode fazer toda a diferença

A necessidade de muita mão de obra não precisa mais ser a realidade da construção brasileira. A alternativa é trazer a industrialização e sua mecânica para o canteiro de obras. Há várias empresas atualmente focadas em moldar, usando um maquinário específico, paredes, pilares, lajes e outras estruturas ali mesmo concomitantemente com a construção.

Tijolo ecológico e cimento ecológico CP III

A utilização de tijolos ecológicos é indicada para redução de custos, já que como matéria-prima ele traz 60% a mais de eficiência se comparado ao tijolo padrão.

Outro material que tem seu uso muito difundido nos últimos anos é o CP III, ou cimento ecológico de alto forno, que é um tipo de massa diferente da convencional, com um custo mais barato e uma durabilidade maior. Segundo estudos da ONU, o uso desse recurso diminui a emissão de CO2 em até 95% e o gasto de energia de uma obra em 80%.

Essas são algumas dicas e alternativas que colocam o seu projeto na categoria sustentável e melhoram seu custo/benefício!

Voltar